quarta-feira, 2 de março de 2011

O que sou

Quero que me podem,me moldem
há tanto tempo esperando e nada
quero ser encontrado
mas não por machados ou motosserras.

Quero ser encontrado por você
que transforma tudo em arte
você,que vê beleza
onde ninguém imagina.

Você,artista escultor.

Sou um tronco de árvore caído
cheio de galhos secos
esquecido na floresta.
não,não virão me procurar.

Foram atrás de diamantes.

Não posso odiar nem a luz que me falta
pois assim sei,que outras árvores estão protegidas
não posso odiar nem a falta de você
pois sem você,talvez,terei melhor serventia.

Servirei de adubo para a terra
ou morada,para animais e aves de rapina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário